consumo

Entrevista com criadora do youPIX, Bia Granja

“Você pode ter audiência, mas não quer dizer que tenha uma comunidade ao redor. Agora a gente quer ter comunidade. Quero ser relevante para o leitor”.

Uma boa leitura lá no Projeto Draft em entrevista com Bia Granja, a criadora do youPIX, sobre a internet hoje e um bocado do que também acredito.

Comente | Categoria(s): blogs, consumo, leituras

Curso de Branding Farm + Perestroika

Quando soube que Carlos Mach, Julia Hachmann e Tatiana Viana – turma boa que tive o prazer de conhecer ano passado em uma palestra na Farm – vão dar mais uma edição do curso de “Branding”, logo pensei em divulgá-lo aqui no A Pattern. De nome complicado, o tal do “Branding” é, na verdade, o descomplicador de tudo na construção de uma identidade de marca. Ferramenta que se aprende, fazendo. Para quem está querendo abrir sua própria marca e construir uma linguagem inspiradora: se inscreva.

“BRANDING é um workshop de construção de marcas inteligentes em que abordarmos o conceito e teorias dessa ferramenta. O curso já está na 4º edição, mas agora ganha novo formato, ainda mais prático com dinâmicas ao final das aulas. A ideia é reforçar a troca de conhecimento e intensificar o feedback dos professores. Claro, e, mais do que nunca, colocar a mão na massa. É construção coletiva”, explica o Jean Philippe, diretor de Whatever da Peres.

Por aqui, fizemos umas perguntinhas para o Carlos, gerente de Branding da Farm, sobre essa paixão de dar o curso:

AP. Para alguém que está começando a criar uma marca, por que o Branding é tão importante?
CM: O Branding é um olhar profundo e ao mesmo tempo amplo sobre a marca. A partir do momento que você adquire esse olhar, todo o processo criativo se torna mais importante e a identidade da marca começa a ser construída de forma mais sólida. Fazer esse trabalho exige tempo, então quanto antes você começa, mais rápido terá resultado.

AP. O que é mais legal de dar esse curso?
CM: Esse curso é no formato de workshop. Todo mundo coloca a mão na massa. A troca entre nós é super importante para mim. Além disso nesse curso eu apresento para a turma a metodologia que desenvolvi no meu trabalho ao longo desses anos. Os conteúdo das aulas você não encontra em nenhum livro de Branding. É algo que eu construí fazendo o meu trabalho.

AP. O que mais te inspira?
CM: Pessoas , natureza e a arte.

Olympia Le-Tan

Essas cluchers em forma de livros e costuradas à mão por Olympia Le-Tan são de morrer!

Olympia Le-Tan dans HABILLÉES POUR L’HIVER 2011 from Olympia Le-Tan on Vimeo.

1 Comentário | Categoria(s): consumo, moda

Kits de presente de última hora

Apareceu um aniversário de última hora e tá sem idéia do que comprar para presentear?! Confira esse link cheio de kits de presente de última hora feitos com muita criatividade e super úteis!

Comente | Categoria(s): blogs, consumo, produto

Collector

Importante: este post não é patrocinado. Vale dizer que eu conheci a dona desta loja por acaso num encontro entre amigos em São Paulo, ganhei um cartão e só hoje fui me ligar que esta lojinha online é dela. Fiz uma seleção de itens lindos que estão na minha cestinha ;] Quero tudo!

1 Comentário | Categoria(s): consumo, produto

Tom Sachs & Nike









Tom Sachs e Nike, parceria aparentemente estranha, deu nisso!

Comente | Categoria(s): arte, consumo, produto

Maarten van der Horst for Topshop

As parcerias entre designers e lojas como H&M, ZARA, TOPSHOP sempre me deixam animada, mas essa, eu confesso, me deixou morrennndooo de vontade de ter tudo. Maarten van der Horst é meu designer recém formado predileto, com uma mistura de estampas incríveis, ele fisgou rapidinho fashionistas e blogueiros. Eu quero!!

 

 

 

Comente | Categoria(s): consumo, estamparia, moda

NO LOGO, Naomi Klein

Dez anos atrasada mas ainda em tempo: o excelente NO LOGO de Naomi Klein:

Changing the subject from branding to politics was no great sacrifice because politics was what brought me to marketing in the first place. The first articles I published as a journalist were about the limited job options available to me and my peers – the rise of short-term contracts and McJobs, as well as the ubiquitous use of sweatshop labour to produce the branded gear sold to us. As a token “youth columnist”, I also covered how an increasingly voracious marketing culture was encroaching on previously protected non-corporate spaces – schools, museums, parks – while ideas that my friends and I had considered radical were absorbed almost instantly into the latest marketing campaigns for Nike, Benetton and Apple.

I decided to write No Logo when I realised these seemingly disparate trends were connected by a single idea – that corporations should produce brands, not products. This was the era when corporate epiphanies were striking CEOs like lightning bolts from the heavens: Nike isn’t a running shoe company, it is about the idea of transcendence through sports, Starbucks isn’t a coffee shop chain, it’s about the idea of community. Down on earth these epiphanies meant that many companies that had manufactured their products in their own factories, and had maintained large, stable workforces, embraced the now ubiquitous Nike model: close your factories, produce your products through an intricate web of contractors and subcontractors and pour your resources into the design and marketing required to project your big idea. Or they went for the Microsoft model: maintain a tight control centre of shareholder/employees who perform the company’s “core competency” and outsource everything else to temps, from running the mailroom to writing code. Some called these restructured companies “hollow corporations” because their goal seemed to be to transcend the corporeal world of things so they could be an utterly unencumbered brand.

 

 

 

 

Comente | Categoria(s): consumo, leituras

Ombre Tights

Comente | Categoria(s): consumo, produto

Anne Sofie Madsen Metal Cuffs

Acho que começou como inspiração no tribalismo, passou pela febre da mulher maravilha com braceletes dourados nos dois punhos, até se espalhar para todo o corpo. Amo!

[imagens]

 

Comente | Categoria(s): consumo, moda

Related Posts with Thumbnails