Valise – por Laura Barbi

Valise – Top3 Mercados de Londres

As Olimpíadas em Londres estão chegando e a Laura, nossa colunista de viagens, preparou um guia dos melhores mercados de rua de Londres. Vamos lá?!

Há quase um ano não apareço por aqui para contar por onde anda a minha Valise. Peço desculpas pelo meu sumiço mas, confesso que, apesar dela não ter ficado guardada esse tempo todo, muita coisa aconteceu nesse período! É que eu juntei minha valise e ela agora mora no armário junto com a sua outra metade. Ela tem viajado mais a trabalho do que qualquer outra coisa! O que, por um lado, é bom – viajar é sempre bom – mas, por outro, acaba sobrando pouco tempo para explorar… Fica aqui registrado que depois dessa série especial de posts em que levo apenas minha bolsa, em breve, postarei sobre um dos lugares mais incríveis e surpreendentes que minha valise conheceu nos últimos tempos: a Turquia.

Pois bem, como vivo em Londres desde 2008 e como 2012 é ano de Jogos Olímpicos, achei que seria legal eu manter minha valise guardada por mais esse tempo e aproveitar para dividir com vocês uma série de ‘top 3’ Londres. O primeiro post será sobre mercados de rua. Então prepare sua valise e vamos lá!

1. Columbia Road Flower Market

Disparado meu mercado predileto, se eu pudesse morava lá! Tudo bem que sou suspeita porque amo plantas e flores… mas esse mercado é minha visão de paraíso, versão domingo matinal. O mercado mesmo é só de flores e acontece até as 2 da tarde mas a rua é incrível, cheia de lojas de design, galerias de arte, roupas, tecidos, antiguidades e outras coisas lindas, veja lista completa aqui.

Não deixe de visitar a Ryantown do designer Rob Ryan com seus desenhos recortados em plotter de recorte e saia de lá com pelo menos um cartãozinho; a Vintage Heaven & Cakehole, loja de potes de chá, café e xícaras vintage com um “tea room” no fundo, as lojinhas e o mercadinho de pulgas na Ezra Street e procure também uma lojinha de roupas vintage que fica dentro de um pátio todo florido que é uma graça! Se você for do tipo que gosta de uma comida italiana, vá na Campania Gastronomica, com seus sanduíches, saladas e massas ou então tome uma pint e coma o tradicional “Sunday Roast” no pub Royal Oak.

Gostou? Então faça como eu e encomende essa gravura do artista VIC LEE!
Funcionamento: aos domingos até as 2pm

2. Borough Market

Primeiro mercado que visitei quando vim morar em Londres e desde então volto sempre que tenho um tempinho, seja para comprar ingredientes incríveis para minhas receitas culinárias ou para um bom almoço estilo coma-em-pé-com-garfo-de-plástico. O mercado acontece embaixo dos viadutos de trem da estação da London Bridge e há quem diga que era onde os piratas vendiam seus produtos roubados.

Hoje em dia são várias barraquinhas vendendo desde delícias como turkish delights, brownies, queijos e frios até comidas típicas de rua como paella, currys, hamburguers, sanduíches e racletes e também estandes especializados em cervejas, açougues, verduras etc

Como todo bom mercado, se aparecer no finalzinho, periga sair de lá com sanduíches na mão de presente, já que os vendedores precisam deixar tudo organizado para o próximo dia.

Funcionamento: Quintas 11-17h, Sexta 12-18h e Sábados de 8-17h.

3. Broadway Market

Este mercado é muito bacana. Sempre aos sábados, é um apanhado de comidas, flores, roupas vintage e acessórios numa rua repleta de pubs e restaurantes bacanas. Em uma extremidade fica o Regent’s Canal, que atravessa Londres e é perfeito para caminhadas e passeios de bicicleta e na outra o parque London Fields, onde, em um dia de sol, parece até que você está em Ipanema, todo mundo de biquini tomando sol e jogando frisbee. Se você estiver animado pode até dar uma nadadinha no London Field’s Lido, que é uma piscina pública que fica dentro do parque.

Não deixe de visitar o “The Dove Freehouse” e comer um “pint” de batatas fritas e escolher entre o enorme menu de cervejas e ales. Vá com dinheiro vivo na mão, pois há várias barraquinhas de roupas vintage e comidas incríveis!

Funcionamento: Sábados de 9-16h.

Links úteis:
http://columbiaroad.info/flowermarket.html
http://www.boroughmarket.org.uk/page/3036/The-History-of-Borough-Market
http://www.hackney.gov.uk/ridley-road-market.htm
http://www.visitbricklane.org/
http://www.brixtonmarket.net/
http://www.portobellomarket.org/

[fotos: Laura Barbi]

Valise: NY – por Laura Barbi

Esse mês, minha Valise atravessa o Oceano Atlântico e chega a Nova Iorque! Fundada pelos colonizadores Holandeses em 1624, Nova Iorque era então conhecida como Nova Amsterdam. Em 1664, a cidade passou a ser controlada pela Inglaterra e foi renomeada como “New York” depois que o Rei Charles II concedeu as terras para seu irmão, o Duque de York.

Chrysler Building

Foi com a intenção de desbravar um pouco mais esta cidade, que passei 10 ótimos dias passeando por Manhattan, Brooklyn e Queens na companhia de queridos amigos que me acolheram e me contaram seus lugares preferidos. Nada melhor, não é?

BROOKLYN

Fiquei hospedada no Brooklyn e é por esse bairro que começo meu pequeno roteiro. Brooklyn é a região mais efervescente de NY, com várias lojas e bares descolados. Comece passeando por D.U.M.B.O, área localizada à beira do Rio Hudson entre  Manhattan Bridge e Brooklyn Bridge, cheia de galerias, lojas de disco e objetos de design, livrarias e restaurantes.

Brooklyn Bridge

O site http://dumbonyc.com/ dá dicas de feiras e eventos que acontecem por lá. Pare para almoçar no Rice, restaurante que oferece pratos inspirados na culinária internacional onde o arroz está sempre presente e preste atenção nas 4 estrelas recebidas pelo Zagat, que, segundo o Wall Street Journal, é a bíblia gastronômica dos guias!  Não deixe de passear pelo Prospect Park e depois dê uma volta em Williamsburg mas, vá com tempo, pois lá está o melhor brechó da cidade, o Beacon’s Closet. Nos primeiros sábados de cada mês o Brooklyn Museum oferece uma programação especial incluindo uma festa super bacana a noite e o melhor é de graça!

MANHATTAN

Nova Iorque tem tanta coisa para fazer que fica até difícil resumir minha dicas em uma só valise mas, se você quer fugir das compras e fazer um passeio diferente, alugue uma bicicleta e veja o Central Park com outros olhos.

Central Park

Depois, pegue a Manhattan Waterfront Greenway na altura da 83rd Street e pedale pela ciclovia até a 4th Street cruzando o bairro de Chelsea com seu circuito de galerias e lojas. Suba no High Line Park e ache uma espreguiçadeira para descansar.

Espreguiçadeiras no High Line Park

Para os que são apaixonados por desenho e culinária como eu (confesso que hoje em dia cozinho mais do que desenho!), não poderia deixar de falar das lojas Pearl PaintWhole FoodsDean & DeLuca.

A primeira é o paraíso dos pinceis, tintas, canetinhas, lápis de cor, papéis… minha primeira visita foi aos 16 anos e desde então sonho em ter uma loja assim no Brasil. Lozalizada em Chinatown onde se tem os melhores restaurantes chineses do mundo! Experimente os “Dim Sums” que é a versão Cantonesa  dos tapas Espanhóis onde se tem uma variedade de bolinhos, rolinhos e outras delícias servidas em pequenas porções.

Muro de avisos em Chinatown

A segunda é uma descoberta recente que impressiona pela qualidade dos produtos disponíveis, que vão desde frutas e legumes frescos da temporada até comidas prontas que dão água na boca!


Vegetais na Whole Foods


Dean & Deluca


E a terceira é uma cafeteria meio delicatessen onde tudo é lindo e onde a Felicity trabalhava (quem não se lembra daquele seriado do início dos anos 2000?!).

Fachada do New Museum. No verão o terraço do último andar fica aberto para visitação.

É claro que ninguém deve se esquecer de visitar os principais museus da cidade como o MoMAWhitney MuseumNew MuseumDesign MuseumMetropolitan Museum e o Guggenheim.

Detalhe das luminárias no Whitney Museum

Normalmente, os museus abrem até mais tarde às quintas ou sextas. Confira no site os horários de abertura e já garanta seu ingresso, pois as filas são enormes.

QUEENS

No Queens, a visita ao PS1 Moma é imperdível.

Seguramente um dos museus mais legais que eu visitei nos últimos anos.P.S.1 Moma

BEACON

Mas se você tiver um tempo a mais vá de trem até o museu de arte contemporânea Dia Beacon que fica a uma hora de NY saindo da estação de Grand Central. Mas se você não tiver um dia livre dê uma passadinha no The New York Room que também faz parte da Fundação Dia, vale a pena!

Dia Beacon, o Inhotim dos EUA

Espero que vocês tenham gostado das minhas dicas para NY! Quem sabe no futuro não faço uma segunda edição sobre a “Grande Maçã”, afinal é difícil resumir tudo que esta cidade oferece em uma só coluna. Bon Voyage e até o próximo destino!
- – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
A nossa querida arquiteta, designer e quase-londrina Laura Barbi nos leva junto a sua valise pelo mundo com dicas incríveis de suas viagens. Se lembram do guia de Amsterdam? Aguardem! Em breve mais dicas como estas por aqui ;]

Valise: Amsterdam – por Laura Barbi

Ano passado a Ana lançou a pergunta: “qual foi o melhor presente de 2010 para você?”. Lá fui eu falar sobre minhas andanças pelo mundo.

Daí veio a idéia de se fazer uma colaboração para o blog e escrever sobre minhas viagens. Na verdade tenho feito isso desde que me mudei pra Londres, em 2008, enviando fotos e dicas aos amigos. Agora vou compartilhar com vocês!

AMSTERDAM

O primeiro destino é Amsterdam, ou “Veneza do Norte” devidos os inúmeros canais que permeeiam a cidade. Conhecida por ser liberal com seus coffeeshops e redlight district, Amsterdam é cheia de museus, galerias e lugares bacanas pra visitar.

Quando viajo gosto mesmo é de “morar” em cada cidade, mesmo que só por alguns dias. Ficar andando meio sem rumo e hora pra chegar. O bom disso é que a cada esquina vem uma surpresa e acabo descobrindo lugares que não estão nos guias e que viram meu roteiro – ou melhor: nosso!

Amsterdam é o lugar perfeito para isso. Primeiro porque são tantos canais que você acaba se perdendo mesmo, então é bom sempre andar com um mapinha na mão.

A região chamada de “De 9 Straatjes” ou 9 ruas é um aglomerado de restaurantes, cafés, lojinhas e restaurantes. Dá pra comprar as frutas da estação em mercadinhos e delicatessens. Mas o que mais chama a atenção são os antiquátios de lustres e abajours.

Frozen Fountain

Um pouco ao norte das “9 Ruas”  tem, na região de Joordan lojas especializadas como a Simon Levelt que vende chás e cafés. A loja Frozen Fountain é outra parada imperdível. Objetos, acessórios e móveis de designers como Piet Hein Eek, Jurgen Bey, Marcel Wanders, Ineke Hans, Hella Jongerius, Studio Job e Claudy Jongstra.

Droog

Outra loja bacana de decoração e design de produto hiper conceitual é a DROOG – paraíso!

Proef

Vale visitar também o Proef (sobre o qual já falei aqui no blog) estúdio de ” Food Design” com um restaurante que fica aberto de terça a domingo a partir das 2hs da madrugada!

Mercado das Flores

O mercado das flores é obrigatório para ver a variedade de tulipas. Tem que comprar pelo menos um bouquet! Se você der sorte de viajar no início da primavera pode visitar os campos de tulipas em Lisse. A intensidade das cores é impressionante.

Depois de dar um rolé de bike vale a pena parar em um bar a beira do canal para descansar e tomar uma cervejinha ;]

Stedelijk Museum

Para ver exposições vá ao Foam (fotografia), ao Stedelijk (arte contemporânea) e ao Museu Van Gogh com um acervo de mais de 200 obras do artista. A dica é comprar o ingresso pela internet para não perder tempo nas filas enormes.

Parte loja de antiguidades, parte coffe shop no Samenentereng tudo está a venda, você senta e toma um café enquanto gatos passeiam por entre as quinquilharias.

A cidade é cheia de traillers de “ oliebollen ” ou ” sugar balls” – bolinhos de chuva gigantes servido com açúcar de confeiteiro ou passas.

Viram só quantas coisas deliciosas para se fazer Amsterdam? Mais dicas legais aqui.

Bon Voyage!

- – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - -

Viram que lindo a mais nova coluna do A Pattern a Day?! A nossa querida arquiteta, designer e quase-londrina Laura Barbi nos leva junto a sua valise pelo mundo com dicas incríveis de suas viagens. Em breve, mais guias como este ;] Aguardem!

Related Posts with Thumbnails