video

“Largou as Botas e Mergulhou no Céu”

Antes de embarcarem na viagem de alguns meses pelo nordeste filmando o documentário “Largou as Botas e Mergulhou no Céu”, Bruno Graziano, Paulo Silva Jr., Raoni Gruber e Cauê Gruber fizeram uma série de entrevistas em busca de compreender um pouco mais sobre a tal “identidade brasileira” – ou seria, “entidade brasileira”?

A websérie “Tão Longe, Tão Perto” conta com 10 episódios interessantes sobre a construção do pensamento do que é ser brasileiro para profissionais como cineastas, poetas, fotógrafos, historiadores e até uma cozinheira de mão cheia! Cinco entrevistas por aqui e muito mais lá no youtube do Espaço Húmus. E ainda tem muita estrada pela frente nos próximos meses, só seguir lá no facebook do “Largou as Botas e Mergulhou no Céu”.

Crescida naquelas fazendas onde as coisas brotam e já são colocadas no prato, Mara Salles abriu seu primeiro restaurante com sua mãe, servindo almoço em Perdizes. Depois, nascia o Tordesilhas, seu restaurante e projeto de intervenção e investigação da culinária brasileira. Trabalhar com nossa culinária só poderia ser uma investigação bastante afetiva, que exige pés com a pele bem firme para cruzar as enormes distâncias, para viajar as fronteiras não geográficas mas, também, as de sabor que enchem as panelas Brasil afora.

De início, o entrevistado o africanista e historiador Salloma Salomão já reitera não acreditar numa noção de identidade brasileira, pelo menos, não como é apresentada, criação fabulosa de uma elite intelectual muito próxima das rodas de poder que massacram e reprimem as comunidades.

Para se falar uma história de identidade, é preciso um resgate profundos nos maiores confins, porque a história foi escrita porque quem tem costume de ocultar. É uma história plenamente aceita, como se tudo fosse terminar no branco, num mundo eurocêntrico que orbita em torno de si mesmo e classifica tudo que está na borda como exótico. Salloma insiste na necessidade de cavucar nas raízes do intelectual negro, das comunidades negras e seus levantes artísticos.

Carlos Ebert é fotógrafo e diretor de cinema. Foi participante ativo do Cinema Marginal e diretor de fotografia do filme “O Bandido da Luz Vermelha”, de Rogério Sganzerla. A câmera de Ebert é sobre o deslocamento de um bandido que é idiota mas também brilhante, e acaba também sendo sobre o deslocamento de um novo fazer cinematográfico, que olha determinado para o próprio umbigo.

O segundo vídeo da série Tão Longe, Tão Perto pega sem medo a mão do poeta inquieto. Marcelino fala sobre um Brasil dos improvisos e da ternura, dos gritos que não podem e nem querem ser contidos, e do legado de teimosia e de inconformismo de sua escrita. Porque sem poesia teimosa, a vida é uma rua comprida com todas as luzes queimadas, e um cão com sarna que nela vagueia.

A socióloga, cineasta e curadora Isa Grinspum Ferraz, que serpentou e aprendeu por aí com Darcy Ribeiro, é clara: por trás de toda essa mitologia mestiça do Brasil, existe uma dura e complexa realidade. Ela recosta na cadeira, cita poetas políticos que inserem o povo brasileiro como protagonista da história. Ela própria versou quando contou a história de seu tio, Marighella, no documentário homônimo de 2011.

Um ser tão inverso, o Agreste fértil

Quem disse que os irmãos Grimm foram os primeiros a passar histórias orais para a escrita, só mesmo o eurocentrismo. Do lado de cá, ainda batemos o pé em pensar mais sobre as lendas brasileiras, como a do Boi-Bumba. Então, por que filmar uma exposição sobre os famosos contos dos irmãos Grimm?

Por conta de uma palavrinha atrelada à ele. Agreste. Grimm Agreste é o nome da exposição no Sesc Interlagos que une as matrizes de J Borges às histórias dos Grimm e suas versões e releituras pelo Brasil. Faz de conta que a casa de João e Maria tivesse um filtro de barro. Que Branca de Neve encontrasse uma casa com 7 anões e um burrinho na porta. Que rapunzel vivesse numa torre alta e no meio do sertão. São esses os contrastes que incitam os visitantes da exposição a contar suas próprias histórias, explica o curador Alvise Camozzi.

Contraste entre dois mundos. O Brasil e a Alemanha. A floresta e o semi árido. O medieval e o sertanejo. Foi assim que Alvise nos explicou sua inspiração para incitar nos visitantes a vontade de contar histórias. Se você busca dois elementos de universos bem diversos e pede para alguém narrar a trajetória entre eles, eis aí o mais belo conto!

Comente | Categoria(s): video

My mum is an airplane by Yulya Aronova

Precioso <3 [via]

Comente | Categoria(s): ilustração, video

Fenster: Oh Canyon

Boa sexta-feira <3

Comente | Categoria(s): música, video

Continue Curioso

Na última semana eu comentei a respeito da busca pelo “emprego dos sonhos”. Nesta, um projeto no mínimo curioso que retrata esse encontro amoroso entre o profissional e pessoal, o Continue Curioso:

“ser um fracassado profissional é muito mais terrível do que fracassar em um hobby”. esta verdadeira e dura afirmação feita pelo thiago, diz mais sobre ele do que poderia ser descrito. tudo que ele expressa desmembra o que é ordinário, sem meias palavras. esta visão única o levou a uma série de projetos públicos e privados incluindo a voodoohop e trabalhos expostos em galerias”.

“a vida de um fotógrafo foi dada aos outros. um fragmento de qualquer coisa vira cena somente quando ele é convidado a entrar e dar um significado. “o que ele vê que eu não vejo?” — talvez, a busca por sentir alguma coisa seja mais importante do que a busca por um registro perfeito. ver não tem nada a ver. a habilidade de absorver e expressar com sinceridade é o reflexo de algo feito com o corpo inteiro. esse mesmo amor da busca sincera, a mais difícil, quando não mente-se pra si, define a marilia. com um espírito independente, ela faz entender que o maior erro que alguém pode cometer é o de ficar o tempo todo com medo de cometer algum”.

1 Comentário | Categoria(s): leituras, video

Vincent Moon

Ontem tive a oportunidade de participar de uma apresentação dos vídeos do Vincent Moon feita pelo próprio! Ver os vídeos é viajar pelo mundo (e pelo Brasil!) em transe com artistas especiais…e dançar, dançar, dançar! Para quem ama música:

Comente | Categoria(s): música, viagem, video

Hurtmold Mils Criança

Esse cd novo está um vício de tão bom e sábado tem show do Hurtmold de graça na Praça Victor Civita as 16h ;]

Comente | Categoria(s): música, video

Marina Abramovic The Star

Um documentário bem incrível sobre a vida e obra de Marina Abramovic <3 Dica do Cláudio Silvano.

1 Comentário | Categoria(s): arte, video

Paperman – Full Animated Short Film

Comente | Categoria(s): cinema, video

Barulhista – Vivre sa vie

Comente | Categoria(s): música, video

Related Posts with Thumbnails